quinta-feira, 11 de junho de 2015

Relato de parto - Ana Paula e Marcos Paulo




          ''Sempre tive o grande sonho de ser mãe, mas estava longe de meus planos.Até que um dia comecei a sentir falta de algo mais, pois já fazia 3 anos q eu estava casada e então decidi ser mãe. Foi uma pequena batalha q valeu a pena, tive um aborto onde fui parar no hospital e foi muito triste pra mim, mas mesmo com os desafios e com algumas pessoas sendo contra eu não desisti....
     Depois de ficar internada no mês de abril de 2008, por uma infecção urinária .No mês de maio,no dia das mães foi passar o dia com meu pai,irmão e minha madrasta onde almocei e passei mal.Então resolvi no dia seguinte fazer um exame de sangue por conta onde o resultado foi o esperado foi positivo. Então contei pro meu marido e parentes onde ficaram contentes com a notícia, mas ninguém imaginava q a alegria maior era a minha de depois de meses senti o nenê chutar e foi algo inexplicável.
        Comprei cada roupinha,cobertas,bercinho tudo na grande expectativa do nascimento...Contava dias,horas,segundos pra ver aquele rostinho,escutar aquele chorinho q então eu saberia q não era sonho. No dia 2 de janeiro de 2009, ás 19:00 hs internei no Hospital porque estava com a pressão arterial alta , mas chegando lá depois de me examinarem a bolsa estourou sozinha e então veio a parte mais bela de todas o parto.Fui pra um quarto onde me colocaram um soro, e ali começou as contrações, muita dor,choro,sofrimento, depois de passar algumas horas e não ter evoluído mais que 4 dedos de dilatação me mandaram pro chuveiro pra relaxar, me acalmar na espera ali aumentasse a dilatação, mas  foi em vão...
             Exatamente as 23:15 hs do dia 2 de janeiro de 2009 fui pra sala de cirurgia,onde fui bem acolhida,respeitada,muito bem informada,me senti tão bem em casa praticamente, o anestesista tão querido conversamos e rimos eu lembro foi bom..... ÁS 23:31 nasceu o meu filho Marcos Paulo com 3.480, 49 cm ,orgulho da mamãe, não tenho palavras pra expressar a emoção q senti no momento q ouvi seu choro e logo após vi ele bem pertinho,encostaram no meu rosto e ele parou de chorar,foi lindo chorei muito...Tem sensações na vida não tem como explicar,esse é um ele é único momento mãe e filho, amor incondicional desde o resultado do exame e não acaba mais, amor pro resto da vida...Ainda  um dia sonho em ter uma menina, se deus e a saúde me permitir, porque não existe presente maior do que o de ser mãe.Ninguém troca ou substitui, mãe é única..Amo meu filho, dou minha vida por ele. 
           Hoje meu bebê hehe ta com 6 anos, um homenzinho, mas a saudade de quando era bebê fica e a sensação de não ter aproveitado mais também está no peito.Meu marido me ajudou muito foi essencial me deu muito amor, carinho e atenção.Posou todas as noites comigo no hospital e durante o dia ficava sozinha com enfermeiras e com meu filho.Tive visitas só no primeiro dia depois fiquei sozinha.O apoio do marido ou de algum familiar na hora da recuperação faz toda diferença,se sentir amada e protegida é muito bom, me ajudou a me sentir bonita e bem melhor.
  As pessoas julgam a cesárea, ou até dizem que quem ganhou de cesárea é menos mãe que quem ganhou de parto pois digo somos todas mães, independente da forma que o filho nasceu, cada forma teve seu método por algum motivo, o meu foi cesárea sim, falta de dilatação e já estava com sangramento também intenso e tava passando da hora ...Então não julgue a cesárea, ela e um método cirúrgico sim mas não é menos importante q um parto natural sem epísio...Fiz a cesárea adorei,me recuperei rapidamente,não tive complicação nenhuma,passou as 12 h e eu pulei da cama,troquei meu filho,dei muito mama,e não vi nada de anormal a não ser o fato de ter q fazer curativos e ficar 3 dias lá.   Se tivesse q escolher escolheria a cesárea sim...Em casa depois fiz todo serviço normalmente, recebi as visitas,fui passear, fui retirar meus pontos sozinha.. ENTÃO SE EU PUDER AJUDAR COM MEU DEPOIMENTO EU FICO MUITO GRATA.... meu nome é Ana Paula, tenho 27 anos e sou mãe do Marcos Paulo''


Relato de parto - Thiele e Manuela

''Descobri uma gravidez aos 19 anos, já com 9 semanas de gestação, um milagre, pois sempre ouvi que não poderia ter filhos. Fiquei nervosa, com medo, muitos sentimentos envolveram- me naquele momento, um namoro recente que resultou na maior benção de nossas vidas. Tivemos muito apoio dos nossos familiares, dois jovens estudantes sendo pais, não seria tarefa fácil.
 Mas resolvemos aceitar o desafio, meu marido morando em outra cidade estudando engenharia, eu começando a faculdade, foi bem complicado.
Os meses foram se passando tive uma gestação tranquila e muito feliz, minha princesa Manuela sempre evolui mais do que o esperado, grandona e saudável, minha barriga enorme, um bebe grande e o medo do parto, desde o inicio escolhi cesárea, minha médica foi maravilhosa sempre, me passando confiança e tranquilidade. Com 37 semanas  dia 2 de dezembro de 2008, fui na consulta de rotina marcar a data do parto, para dia 11 de dezembro, mas como fui uma gestante inquieta resolvi dia 3 de dezembro fazer aquela faxina na casa, pois nossa empregada também tinha ganhado bebe um mês antes, passei cera de quatro pés, uma disposição que a muito tempo não tinha, no final da tarde senti dores nas costas. Como as dores não passavam liguei para minha médica e fui ao hospital, onde as 21.30 nasceu de parto cesárea minha princesa Manuela com 37 semanas e 3 dias de gestação, pesando 3.250 kg e 51 cm, um parto tranquilo e rápido. Logo fui para o quarto,meus pais sempre  junto comigo , meu marido só veio a conhecer nossa pequena no outro dia, pois estava em Alegrete em uma semana de provas. Meu leite desceu no outro dia já pela manhã. Manu foi amamentada por mim até seus cinco meses, sempre foi muito gordinha e saudável. Tive um parto e gestação maravilhosos, acompanhado por pessoas especias, hoje nossa pequena já tem 6 anos e meio.''


Manuela nasceu em Santiago-RS e sua mamãe Thiele compartilhou conosco a sua história!

Quer contar pra gente como foi o nascimento do seu bebê, ou o relato como acompanhante, doula, enfermeira, obstetra de algum parto que foi marcante?
Mande e-mail para nina.nene@hotmail.com divida e reviva esse momento!

Não se esqueça de colocar o nome da cidade onde seu filho nasceu!! Caso queira ter sua identidade preservada, é só mandar um recadinho que alteramos o nome....

sábado, 6 de junho de 2015

Relato de parto - Aline e Arthur





''Durante muito tempo fui me preparando para ser mãe....como se isso tivesse preparo....(foram 8 anos )e finalmente quando engravidei,descobri que o tratamento deu certo e já estava com 2 meses de gestação...em meio a magia da novidade muitas mudanças e coisas aconteceram....desde o início,senti muita dor,pois eu e meu marido sofremos um acidente de carro duas semanas antes de descobrirmos a gravidez,graças à Deus nada grave aconteceu...As dores que sentia eram enormes,mas fiz tudo certinho,segui a risca cada recomendação para o melhor para nós 2.

Quando foi se aproximando o 9° mês,todo mundo deu um pouquinho de opinião,umas totalmente desnecessárias,outras relevantes mas nenhuma verdadeira!!!Pois acredito que cada gravidez seja diferente,pois nada do que me falaram aconteceu.
Meu parto foi cesárea,marcado para 38 semanas e meio,as dores aumentavam conforme meu bebê crescia e estava com a placenta muito baixa,internei um dia antes do previsto,estava em trabalho de parto e com esperanças de um parto natural,o que não aconteceu,mas senti todinhas as dores,faltou a dilatação!!!
Como tudo estava pronto a cerca de 2 meses,meu marido e minha mãe levaram as malas para o hospital e lá os dois passaram a noite aguardando mas o Arthur seguiu a risca o dia marcado e dia 27/02/2015 às 7:20 da manhã fiz minha cesárea depois de uma noite toda acordada ansiosa...meu marido assistiu o parto,me deu uma segurança enorme e de repente ouvi o chorinho baixinho do amor da minha,para nossa surpresa...meu pequeno nasceu empelicado o que tornou ainda mais mágico o parto,a equipe que estava na sala de parto era excepcional,ri o tempo todo desde a hora da anestesia até a hora de ir para o quarto...
Depois de ir para o quarto tranquilamente recebi o carinho e muitas visitas de amigas e familiares,meu bebê demorou um pouco para vir...me assustei um pouco mas depois entendi que ele nasceu congestionado e se afogava,era preciso aspirar quase o tempo todo,enfim quando trouxeram o Arthur para o quarto,a anestesia já havia passado,as dores eram terríveis,fiz sonda 3 vezes pois não conseguia fazer xixi,mas nada disso era empecilho para ter meu pequenino bem agarradinho a mim...
Na chegada em casa,dolorida, muitas visitas chegaram juntinho com a gente,estávamos muito cansados,meu leite não havia descido,empedrou,enfebrou,meu bebê chorava,quando conseguia esgotar alguma coisa,ele vomitava e se afogava,consegui amamentá-lo somente 10 dias ....
Os medos e as dúvidas foram se dissipando aos poucos e a "mãe perita" aflorou logo, logo e cá estamos nós...ansiosos para que comecem as frutinhas e papinhas....
Acho que todo mundo passa um pouquinho de perrengue no início tendo experiência ou não,pois o corpo de cada mulher é de um jeito,modelado de sua forma...o que torna ainda mais especial o momento do parto,pois é único e indescritível...
Espero contribuir de alguma forma para o NINA NENÊ,contem sempre comigo...
Beijos a todas
Aline Zborowski Kerpel mãe do Arthur #3meses''

Fonte:Pinterest





Com esse relato lindo, abrimos uma nova aba aqui no Nina Nenê! Um espaço onde mães, pais, doulas, médicos, acompanhantes, enfermeiras, todas as pessoas que já presenciaram esse milagre possam contar como foi pra cada um cada parto que vivenciaram! Cada história é única! Cada caminhada é repleta de conquistas e obstáculos!
Quero agradecer imensamente à Aline, que cedeu seu tempo e dividiu conosco a página mais linda da sua vida, a chegada do Arthur!!

Se você também quer contar como foi sua gestação, seu parto, os primeiros dias com seu bebê mande um e-mail contando sua história, com fotos ou sem, com participação especial ou sem! {Caso queira ter sua identidade preservada é só colocar no e-mail que alteramos os nomes!}