sexta-feira, 16 de setembro de 2016

A auto-exposição



Preciso confessar que se tem algo que me blinda é a tal da auto-exposição!

Quando criei o blog, em 2010, não fazia a menor ideia do alcance que ele poderia ter.... Comecei a escrever abertamente, despindo-me em frente ao computador... Deixando transparecer todo meu sentimento, expondo muito do meu pensamento e do cotidiano da minha família... Isso pra mim era algo natural, de coração aberto e puro, não fazia ideia do quanto a maldade ganha força no anonimato!
Eu, que sempre dei minha cara a tapa, que sempre tomei a frente, que assumi desde sempre aquilo que disse, fiz e toda consequência dos meus atos, me vi vítima da maldade dos outros... Vi meus textos e fotos impressos, virando motivo de chacota por alguém que projetou suas frustrações em mim! Vi montagens feitas com as minhas fotos, fotos da minha família, de pessoas que eu amo... Foi triste, foi doloroso, e sei que ainda é uma ferida aberta pra mim...
Apaguei muita coisa, cheguei a tirar o blog do ar algumas vezes.. Mas vez ou outra encontro alguém que me mostra que nem tudo é em vão! Que diz que adora o que eu escrevo, que passa muitas noites insones navegando pelo blog... Que se viu em muitos dos meus textos, que minhas palavras a ajudaram de alguma forma e isso me aquece o coração!

Ainda não consegui voltar a escrever como antes, tenho receio, não só por mim, mas pelos meus! Até que ponto vale a pena expor minha família, meus filhos?? Uma das coisas mais difíceis de aprender nessa vida é proteger as emoções! Não nos ensinam na escola, não nos passam essa lição de casa!
A mentira as vezes é doída!

A transparência sempre foi uma característica muito marcante em mim, sempre busquei ser fiel à aquilo que acredito, sem desmerecer a crença do outro... E isso as vezes incomoda as pessoas... Principalmente aquelas que não aprenderam a respeitar a vontade do outro, tampouco a sua própria vontade!

Em contrapartida, ler um texto de alguém que nos inspira é tão maravilhoso! Conheci muita gente incrível através do blog, algumas dessas pessoas não mantenho mais tanto contato, mas levo no meu coração pro resto da vida! Ver as artes das amigas queridas que nos inspiram ou saber noticias dos filhos 'dazamigash' que o blog me trouxe é muito gostoso!

Os filhos mudam a gente, eles tem o poder natural de nos lapidar... Nos ensinam a sermos não somente ventania, mas também brisa leve {ou furacão! - depende da necessidade}
Tenho procurado aprender a ser sempre melhor! A dar pro mundo o que tenho de mais precioso, a dividir com todos aquilo que aprendi, e me permito aprender com as conquistas e dificuldades dos outros... Tenho tentado exercitar a empatia, e digo, tenho aprendido muito com isso!

Desde a chegada das gêmeas tenho buscado viver um dia de cada vez, valorizando cada experiência vivida.. Não é uma tarefa fácil! Inúmeras vezes me sinto sozinha.. Acho que é um sentimento muito comum entre as mães né?! Conseguir escrever um texto em um dia atarefado é uma vitória!
Aliás, sobre a rotina deliciosamente enlouquecedora de ser mãe de 4 crianças... logo vem post quentinho sobre isso!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário